Richarlison protesta após assassinato no Carrefour: “Que consciência negra?”

O atacante Richarlison demonstrou indignação após a morte de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, que foi espancado até a morte por dois seguranças do Carrefour na noite de quinta-feira (19/11), véspera do Dia da Consciência Negra. O jogador do Everton recordou outros assassinatos de homens negros recentes e questionou: “George Floyd, João Pedro, Evaldo Santos foram em vão?”

Richarlison, que tem se notabilizado pelas manifestações em causas sociopolíticas, se pronunciou no Twitter. “Parece que a gente não tem saída… Nem no dia da Consciência Negra. Aliás, que consciência? Mataram um homem negro espancado na frente das câmeras. Bateram e filmaram. A violência e o ódio perderam de vez o pudor e a vergonha”, escreveu o jogador.

0

A atitude de Richarlison, mais uma vez, foi bastante elogiada pelos seguidores. Muitos parabenizaram a postura do jogador e pediram que mais atletas usem a voz para reduzir a discriminação, desigualdade e preconceito.

João Beto era torcedor do São José, time de futebol que disputa atualmente a terceira divisão do Brasileiro. O clube homenageou o homem com um post na rede social.

Faça o primeiro comentário a "Richarlison protesta após assassinato no Carrefour: “Que consciência negra?”"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*